COMO EVITAR O CATABOLISMO DURANTE AS FÉRIAS
19/01

RSB_HOME

Selo No Pain No Gain TRainer-01Férias, sol, praia, piscina... Nada melhor do que as férias para descansar e renovar as energias. Mas, enquanto a mente relaxa, o corpo sai do estado de anabolismo – no qual o organismo constrói tecido muscular – e entra no catabolismo - conjunto de reações que degradam as substâncias em componentes menores.

Na coluna No Pain, No Gain da semana passada explicamos como funcionam os dois processos e as razões pelas quais eles acontecem (para ler, clique aqui). Hoje, vamos dar dicas para curtir os dias de folga sem causar tanto prejuízo ao corpo.

A partir do primeiro dia de férias, o organismo já entra no processo de catabolismo. Os efeitos dependem muito do tempo de inatividade (reversibilidade) da pessoa, porém, passam a ser mais significativos a partir de 15 dias sem treinamento.

Por isso, se você programou tirar duas semanas de férias deverá adotar algumas medidas importantes, tais como:

- evite consumir grandes quantidades de calorias em poucas refeições (acúmulo de gordura) e grandes consumos de sal;

- aumente a ingestão de água, pois a temperatura ambiente está mais alta e, por mais que tente manter a dieta, acabará consumindo mais sal do que de costume. Dessa forma você não terá a sensação de inchaço;

- faça alguma atividade aeróbia de baixa à moderada intensidade sempre que estiver disposto, sem ter a obrigação de desempenho. Alguns exemplos: caminhada na praia ou no parque, andar de bicicleta como lazer, stand up paddle, brincadeiras na água, entre outros;

- evite consumir produtos diuréticos que aumentam ainda mais a desidratação no verão, como café, bebidas alcoólicas, chá e chocolate;

O mais importante nesse período é aproveitar ao máximo e, na medida do possível, ter um comportamento nutricional não tão ruim.

Já para as pessoas que pretendem tirar 30 dias de férias, não catabolizar é muito difícil. Porém, algumas literaturas citam que a força muscular aumentada após três meses de treinamento de musculação, com frequência de três vezes por semana, pode ser mantida por até oito semanas com apenas uma sessão de treinamento a cada sete dias. É só a partir daí que a força começa a diminuir.

É importante citar que nas academias a preocupação maior não é com a força e sim com a hipertrofia muscular. Ou seja, o peso é importante, mas não é o único fator determinante quando falamos de respostas estéticas.

Para ser mais específico, se você treinou o ano todo, conseguirá manter a força muscular com apenas uma sessão de treinamento por semana durante todas as férias. Porém, não terá o mesmo resultado com a massa muscular, pois como a frequência de treinamento é muito baixa, a reserva de glicogênio diminuirá e, com ele, também perderá água (não significante).

Por isso, se vai ficar de folga por 30 dias, a solução é pagar um avulso e manter a frequência de um treino por semana durante esse período - a maioria dos hotéis tem academias para os hóspedes, o que facilita esse processo. O programa deverá ser composto de apenas um exercício para cada grupo muscular com quatro séries de seis a oito repetições máximas e intervalos de 45 a 90 segundos.

Resumindo: evitar o catabolismo de forma significativa no período de férias não é possível. Ter a consciência de que podemos amenizá-lo é uma atitude inteligente. Por isso, pese os prós e contras de tirar um período total de descanso e o de dar ao corpo um estímulo semanal. Escolha sabendo quais serão as consequências após o período de férias.

Evite os exageros

Dos grupos que frequentam a academia, as mães são as que mais reclamam durante as férias. Isso porque costumam passar um mês sem treinar para cuidar dos filhos.
Mas o pior é o comportamento nutricional que oferecem às crianças e, por consequência, a elas mesmas. Doces, sorvetes, refrigerantes, pipoca, salgadinho... Todo tipo de alimento calórico é liberado com a desculpa que no período de férias é permitido.

Resultado: catabolismo total, perda de massa muscular e acúmulo de gordura corporal, fazendo com que a estética do corpo seja alterada completamente.

Moral da história: mês de férias não é, necessariamente, um período de liberdade. Portanto, tire a bunda do sofá e vá fazer alguma atividade saudável com o seu filho.


Deixe seu comentário

1000 RSC_CHARS_LEFT

Antispam RSC_REFRESH_CAPTCHA RSC_CAPTCHA_CASE_INSENSITIVE

Facebook
Instagram