HIDROGINÁSTICA É PARA TODOS
11/05

RSB_HOME

NO PAIN NO GAIN

Quando pensamos em uma aula de hidroginástica, logo imagina-se uma turma de idosos praticando exercícios na piscina. De fato, a atividade é benéfica para os idosos, principalmente para aqueles que têm dores nos joelhos, artrites, fibromialgia, hipertensão, coluna e circulação, mas o que poucos sabem é que ela é indicada para todas as idades, sem restrição.

Para explicar como funciona e os benefícios, a coluna No Pain No Gain desta semana vai falar um pouco sobre a dinâmica da hidroginástica. Vamos lá?

Boa parte das pessoas acha que a hidroginástica é um complemento da natação, mas não, ela é uma ginástica feito dentro d’água e a aula convencional tem dois objetivos: melhora no sistema cardiovascular ou cardiorrespiratório e no sistema neurorrespiratório .

É uma atividade considerada segura pelo menor impacto, porque a água oferece uma força que chamamos de impulso, pois ela joga o corpo para cima, ao contrário do que se tivesse fora d’água.

Quanto mais profundo o aluno estiver, maior será essa força, ou seja, maior a pressão a água sobre o corpo. Além disso, proporciona uma resistência maior de aeróbia, localizada e de força, que é a neuromuscular. E é interessante que os alunos tenham uma frequência de duas a três vezes por semana.

Recomendamos aos alunos alguns exercícios fora d’água para complementar e melhorar a sua condição.

Gestantes também são bem vindas. Elas podem fazer até alguns dias antes de dar a luz, porque a flutuação ajuda, a não ser que ela seja hipertensa ou o bebê seja hipertenso, pois a pressão da água pode afetar o bebê. Nas primeiras 12 semanas é bom que ela tenha pelo menos dois maiôs, revezando-os para a secagem total, porque neste caso a umidade pode fazer mal à mãe e à criança.

Já para aqueles que querem perder peso com a hidroginástica, é recomendada uma atividade extra, como uma caminhada ou musculação.

Uma das vantagens do nosso programa é que ele é aberto, e o aluno pode praticar de de segunda a sexta ininterruptamente.

Caso real
Um aluno hipertenso veio para a academia após o médico recomendar a prática de atividades. Ele tinha obesidade mórbida, com IMC de 33, e problemas articulares nos joelhos e quadril.

O médico recomendou a ele alguma atividade, e ele começou na bicicleta e esteira, mas sentiu muitas dificuldades. A musculação era importante para a adaptação anatômica, mas as dores atrapalharam. Então indicamos a hidroginástica e a resposta foi boa. Mudamos o meio, para o ambiente aquático, e ele continuou com a musculação.

Após 90 dias, praticando aeróbio cinco vezes por semana, perdeu peso de forma significativa e ficou mais determinado na dieta, sempre sob a nossa supervisão o orientação. Até agora, ele perdeu em torno 35 quilos, a pressão está controlada, os joelhos e quadril não são mais os vilões da história e a sua qualidade de vida é outra.

Moral da história: tire o corpo do sofá e vá para a hidroginástica.


Deixe seu comentário

1000 RSC_CHARS_LEFT

Antispam RSC_REFRESH_CAPTCHA RSC_CAPTCHA_CASE_INSENSITIVE

Facebook
Instagram