30/09   Vai treinar no calor? A ordem é hidratar!

alt

As altas temperaturas podem até ter dado uma pequena trégua nos últimos dias, comparando com a semana passada, mas pelo jeito teremos uma primavera e verão bem quentes, por isso, a palavra de ordem para quem pratica atividade física é hidratação.

Outro problema do calor é que o clima fica extremamente seco, o que também pode ser prejudicial à saúde de quem treina. O coordenador de musculação da Trainer, Harold Eggert Jr, comentou que o ideal é hidratar-se o tempo inteiro: antes, durante e depois do treino.

“O corpo perde muito líquido com o calor excessivo dos últimos dias, mesmo com as salas climatizadas aqui na Trainer. Geralmente, o pessoal vem com algum suplemento para ir repondo durante, mas, além disso, é bacana sempre estar com o squeeze com água para hidratar ao mesmo tempo”.

Além de água, dependendo da atividade, Harold recomenda que a pessoa beba isotônicos. “Eles repõem uma série de sais minerais que liberamos no suor, que nem sempre só a água consegue fazer esse papel”, explica.

Hidratação
Ficar atento se você está desidratado também é fundamental para manter-se saudável e com um bom desempenho na atividade que pratica. Para saber se você está perdendo muita água, tem uma estratégia simples: a cor da urina. Quanto mais amarela, maior é o estado da desidratação.

Outra forma são alguns monitores cardíacos com a função específica de informar quando o organismo precisa repor líquidos e sais minerais.

É interessante lembrar que mesmo a turma da natação, que está em contato com a água o tempo inteiro, também perde bastante líquido durante o treino, daí é fundamental levar uma garrafinha de água e ir se hidratando entre uma série e outra.

De acordo com o American College of Sports Medicine, deve-se ingerir 500ml de líquidos duas horas antes do exercício. E, durante, começar a hidratação logo no início da prática e manter intervalos regulares.

Outra dica importante: para aqueles que fazem corrida de rua, por exemplo, ou qualquer outra atividade ao ar livre, deve-se evitar o horário entre às 10 e às 17 horas, porque é quando o calor está mais intenso e o corpo sofre mais.

29/09   Vídeo: conheça mais sobre o Swimtest

Já falamos que a Trainer é a única academia que oferece o Swimtest em Mogi. (Se você não lembra, clique aqui). Agora é a vez do proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício, Marcos Pudo, explicar um pouco mais sobre o teste.

É só apertar o play:

28/09   Cinco motivos para você escolher a Trainer

alt

A coluna No Pain No Gain desta semana vai falar da própria Trainer. Aproveitando que neste mês de outubro completamos 23 anos de atuação em Mogi das Cruzes, resolvemos listar cinco motivos pelos quais você tem de escolher a Trainer como sua academia.

Quem já é nosso aluno sabe muito bem do que vamos falar, e com certeza percebe os resultados disso no dia a dia. Agora, para quem ainda não treina com a gente, o proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício, Marcos Pudo, fala sobre cinco motivos decisivos para você vir correndo fazer sua matrícula!

Prestação de serviço
Este é um dos pontos mais importantes, que nem todas as academias conseguem entregar. Para falar disso, temos de conhecer os três modelos mais comuns deste tipo de negócio: low cost, low price e premium.

Na primeira, você tem basicamente um aluguel de equipamentos, porque não há professores e instrutores para auxiliá-lo no treino, nem antes nem durante. Você paga a mensalidade, vai lá e faz o seu treino sozinho, ninguém faz o atendimento. Nas low price, os equipamentos não são tão bons quanto na primeira, mas tem algum tipo de atendimento pelo menos. Não é nada super personalizado, mas é um pouco melhor do que low cost. O problema neste caso é que geralmente há um único professor qualificado e o restante, quando tem, é estagiário sem muita experiência.

E no caso das premium, como a Trainer, você encontra equipamentos de altíssima qualidade, geralmente top de linha, e professores e instrutores capacitados para atender qualquer aluno, seja qual for o objetivo dele. Essa é a principal diferença, sobretudo aqui na Trainer.

Nosso principal produto é o serviço e o resultado disso. Por isso sempre falamos sobre a mudança no estilo de vida das pessoas, que é esse o principal foco do trabalho.

Estrutura física
Não adiantaria nada ter um excelente atendimento e equipamentos ruins, por isso, esta é outra grande preocupação da Trainer: investimos em pessoas, na formação de nossos colaboradores, mas também investimos na estrutura física. Nossos equipamentos são novos e sempre das melhores marcas disponíveis no mercado, porque queremos entregar qualidade e conforto aos alunos.

Tudo o que fazemos de melhorias é para o aluno, por esse motivo, nossas salas de musculação, ginástica e pilates são climatizadas, a piscina não tem cloro no tratamento da água, os vestiários são espaçosos e confortáveis, oferecemos estacionamento próprio, entre muitas outras coisas.

No caso da unidade do Mogilar, por exemplo, só a sala de musculação tem mais de 600 metros quadrados. Tem muita academia na cidade que cabe dentro desse espaço.

Em relação à ginástica, por exemplo, temos mais de 100 aulas por semana de diversas modalidades, o que acaba sendo três vezes mais do que a média em academias low price.

Atendimento
Aqui é outro ponto primordial e fundamental para os nossos resultados: o aluno precisa ser atendido com excelência em todas as etapas do processo, desde o primeiro dia que chega aqui querendo conhecer a academia.

Neste primeiro contato, temos consultoras treinadas para ajudar qualquer pessoa a estipular os objetivos e as melhores maneiras de conquistá-lo, de acordo com o perfil de cada um. E isso funciona desde crianças de 2 anos na natação até pessoas com 70 anos na musculação. Temos condições de atender a todos.

Se você chegar hoje em uma academia low cost pedindo para conhecer a estrutura, a recepcionista vai liberar a catraca e falar para você dar uma volta sozinho, porque não tem ninguém para acompanhar. Ela abre a porta e você se vira.

Profissionais capacitados
Isso é uma coisa que se tornou super comum nos últimos tempos: a empresa dizer que tem profissionais super capacitados e treinados, no entanto, existe uma grande distância entre o que é dito e a realidade em muitos casos. Na Trainer o foco principal são as pessoas, tanto nossos alunos quanto nossos colaboradores, por isso o investimento em pessoas é constante.

Como nossa equipe é muito bem treinada e coesa dentro dos nossos processos, conseguimos ter perfis diferentes de cada profissional e atender alunos com os mesmos tipos de personalidade. Se você chegar aqui num dia mais desanimado e tal, posso colocar um professor com um perfil mais ativo para ajudá-lo, por exemplo.

Todos os professores têm a mesma informação sobre os alunos, portanto, se um professor faltar ou não estiver aqui na hora do seu treino, pode ficar tranquilo que os outros saberão como orientá-lo e o que você deve ou não fazer. Aqui ninguém fica perdido porque um professor faltou.

O interessante disso é que o ciclo se fecha, porque por melhor que seja o professor, ele tem alguma deficiência, seja técnica ou comportamental, que outro profissional acaba complementando. Essa é a grande vantagem de ter uma boa equipe: um complementa o outro e o resultado para o aluno acaba sendo o melhor possível.

Resultado
E como não poderia ser diferente as quatro características anteriores só funcionam porque temos o resultado no final. Esse é o objetivo e o foco de todo o trabalho e da combinação dos quatro elementos que citamos anteriormente.

Para nós a busca pelo resultado é incessante e temos o dever de entregar isso ao aluno. Às vezes o próprio aluno se perde no processo, porque o ambiente é tão bom que ele acaba esquecendo de fazer alguma coisa. Daí entra o nosso papel de estimulá-lo para que continue sempre correndo atrás do resultado.

Cada um dos objetivos, sejam eles quais forem, são tratados com a mesma seriedade e dedicação pela nossa equipe, o que consequentemente resulta em uma taxa altíssima de sucesso e satisfação dos alunos.

Moral da história: Tire a bunda do sofá e venha para a Trainer.

 

25/09   Dicas para começar a correr

alt

Vocês já devem ter percebido quantas pessoas estão praticando corrida, não é? É cada vez mais comum ver homens e mulheres de todas idades treinando pelas ruas e participando de provas, inclusive, aqui na Trainer oferecemos aulas para os corredores, tanto para os experientes quanto para quem quer começar. Para mais informações, vá até a secretaria da unidade em que você treina e converse com uma de nossas consultoras.

E, para aproveitar o assunto corrida, separamos algumas dicas para quem está querendo começar. Como é uma modalidade de impacto é importante definir um ritmo mais lento no início, para não sobrecarregar o corpo e causar lesões. Vá definindo seu ritmo aos poucos e semana após semana aumente a velocidade.

Ritmo
É importante neste início intercalar períodos de caminhada entre a corrida, para a adaptação do organismo. Divida o tempo igualmente: um minuto de corrida, um minuto de caminhada, e vá aumentando devagar, sempre respeitando os seus limites.

Em relação a equipamentos, na prática, você não precisa de muito para começar: basta um tênis e uma roupa confortável, sobretudo para estes dias super quentes. Procure por um calçado adequado à modalidade, porque isso ajudará a absorver o impacto e deixará você mais confortável. Outros equipamentos podem ser adicionados conforme você sentir necessidade de controlar melhor a frequência cardíaca ou o tempo, por exemplo.

Lugar
O percurso escolhido também faz bastante diferença neste início. Para quem é da Vila Oliveira, por exemplo, fica complicado encarar as ladeiras logo de cara, portanto, escolha um lugar plano para começar e, quando estiver com um condicionamento legal, explore outras ruas e terrenos. Para o começo o ideal é ruas tranquilas ou praças, com piso de asfalto ou concreto.

Rotina e frequência
Outra dica para os iniciantes é traçar metas e incluir a corrida como uma tarefa da sua rotina, mesmo que você não treine todos os dias. A meta é importante para manter você motivado a buscar o melhor resultado e, sempre que alcançado, traçar mais uma e continuar fazendo isso. Importante: pense em objetivos realistas e dentro de suas condições físicas. Não adianta começar hoje e achar que daqui a duas semanas estará em condições de completar uma maratona.

Incluir a corrida na rotina é fundamental para manter a frequência de treinos. Se você for correr em três dias da semana, por exemplo, trate isso como um compromisso inadiável e escolha dias e horários em que você consegue realmente cumprir com essa tarefa.

Paciência
Para finalizar: seja paciente. Esta talvez seja uma das mais importantes, porque é preciso dar um tempo ao corpo para que ele acostume com a atividade, e isso leva algum tempo. Se você treinar com dedicação e frequência, mesmo que num ritmo mais lento no início, vai conseguir avanços significativos e aos poucos conseguirá aumentar a velocidade e as distâncias, mas para isso é preciso paciência.

24/09   Vem aí mais um Dia de Resultados

alt

Está chegando mais um Dia de Resultados para os alunos das duas unidades da Trainer. Anote aí na agenda: para a turma do Mogilar, as medições rolam no próximo dia 7, durante todo o dia. E, para a galera do Alto do Ipiranga, a data é 9 de outubro, também o dia inteiro.

Para participar, basta procurar o professor. E não custa nada lembrar que, além da galera da musculação, o pessoal da ginástica também pode participar e saber como está o corpo.

Para quem não sabe, no Dia de Resultados são feitas medições como flexibilidade, pressão arterial, peso, altura e as sete dobras. A partir disso, os professores da Trainer conversam com os alunos e avaliam os objetivos e o treino.

Para conquistar cada vez mais resultados é importante que todo mundo participe. Esperamos vocês.

23/09   Inscrições abertas para aulas de jazz

Todo mundo sabe que a aula aberta de jazz foi um sucesso, certo? Para quem participou, e para quem não participou também, não custa nada avisar: as matrículas para a primeira turma já estão abertas.

Por enquanto é apenas na unidade do Mogilar, com aulas de segunda a sexta-feira, com horários à tarde e à noite. São aulas de street jazz, intermediário e básico. Quer saber mais? Ligue no 4791-3592 e converse com uma de nossas consultoras.

Aproveitando o início das aulas, conversamos com a professora responsável, a Veronika Koba, sobre os benefícios da prática, quem pode participar, entre outras coisas.

alt

Trainer Academia: Quais os benefícios do jazz?
Veronika Koba: O jazz e suas variações proporcionam aos alunos inúmeros benefícios, além de ser uma atividade física, é considerada uma arte. Ela é dinâmica e tem técnicas do balé clássico, por isso contribui para modelar o corpo, aumentar a resistência cardiovascular, trabalhar a respiração nos movimentos, melhorar a flexibilidade, fortalecer a musculatura, a resistência física e coordenação motora, além de ajudar na autoconfiança e autoestima, aliviar o stress e desenvolver a personalidade artística.

Trainer: Quem pode participar das aulas?
Veronika: São apropriadas a pessoas de ambos os sexos e qualquer idade. Cabe ao professor indicar qual é a melhor turma para ingressar. É uma dança que requer um pouco mais de paciência para o aprendizado, porque é uma modalidade com diversas informações corporais e, conforme a prática e frequência, o aluno vai absorvendo as informações necessárias para desenvolver os movimentos.

Trainer: Como é a dinâmica da aula?
Veronika: É elaborada a partir das variações que o jazz oferece. Inicia-se com um aquecimento e alongamento, desenvolvendo um trabalho contínuo com exercícios técnicos e sequenciais coreografados. O jazz é uma das artes mais expressivas dentro do contexto das artes cênicas, porque é uma dança com uma liberdade de criação.

Trainer: O que os alunos podem esperar das aulas aqui na academia?
Veronika: Por ser uma dança acadêmica e de formação profissional, cabe ao aluno aproveitar o interesse por essa arte, mesmo se for praticada por hobby. A dança por si própria cria uma consciência corporal diferenciada das modalidades fitness, e cada aula é rica em diversos aspectos e atende a objetivos diferentes para cada pessoa. É uma dança que exige um pouco mais de frequência, e isso com certeza terá resultados na autoestima e ansiedade, por exemplo.

Trainer: Fale um pouco sobre sua trajetória profissional.
Veronika: Minha experiência com dança começou aos dez anos, quando ingressei como bolsista em uma escola de balé clássico. Depois de passar por várias escolas, sempre estudando e procurando melhorar, ingressei na Cia de Dança da Roseli Rodrigues, considerada uma das melhores do Brasil. Trabalhei no Colégio Brasília, de São Paulo, ensinando jazz e balé clássico, além de integrar a comissão de avaliadores de cursos de danças variados, também em São Paulo. Estou sempre participando de cursos de aprimoramento e tive a oportunidade de coreografar espetáculos de diversas companhias. Já atuei na televisão também, como coreógrafa do programa Japão Pop Show, da TV Gazeta.

22/09   Vídeo: saiba mais sobre o FPM

Todas as mulheres já se inscreveram para a reunião do programa Forte, Porém Mulher (FPM) desta terça-feira? Hoje, às 19h30, na unidade do Mogilar, vai rolar o encontro para as interessadas em fazer parte do programa, cuja nova turma começa neste mês.

Não sabe o que é o FPM? Então dá uma olhada na explicação do Marcos Pudo, proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício:

Para fazer a inscrição para a reunião, clique aqui. Podem participar alunas das duas unidades da Trainer, ok?

21/09   Como mudar de hábitos

alt

Comentamos na semana passada (clique aqui para ler) que a coluna No Pain No Gain entrou em uma nova fase, e o primeiro assunto tem tudo a ver com isso: mudança de hábitos. O proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício, Marcos Pudo, vai dar cinco dicas simples para você mudar um hábito e ter uma vida mais saudável praticando alguma atividade física.

1 - Escolha da modalidade e objetivo
Estas duas caminham juntas, porque não tem como você mudar um hábito sem antes traçar um objetivo muito claro, como emagrecer, por exemplo. Daí entra automaticamente na segunda questão: o que vou fazer para perder peso? Uma modalidade adequada ao objetivo é essencial para que você conquiste os resultados esperados e sinta-se motivado a continuar. Pense em coisas que você goste ou vá por eliminação daqueles que não atraem muito.

Quem já nadou em algum momento da vida terá uma tendência em escolher a natação, porque está em sua memória afetiva e provavelmente é uma atividade que dava bastante prazer. As características pessoais também fazem bastante diferença. Para quem é mais sociável, a musculação é ótima, porque estará em contato com outras pessoas o tempo inteiro, conversando entre um exercício e outro. Os mais tímidos e introspectivos acabam escolhendo a natação, porque ficarão ali na sua raia mais quietos. Mas é claro que isso não é regra e vai depender muito daquilo que a pessoa realmente quer fazer.

2 - Novo hábito
Definido o objetivo e escolhida a modalidade é hora de criar um novo hábito para incluir essa prática na sua rotina. Para isso, você terá de abrir mão de alguma coisa para acrescentar algo novo, não tem outro caminho. Pense naquilo que é menos relevante dentro da sua rotina e faça essa substituição. Não adianta pensar em horário impossíveis, como do trabalho ou da faculdade, porque daí você nunca conseguirá incluir o exercício. Seja realista e organize o seu dia de acordo com isso.

Obviamente que todo mundo tem seus compromissos e obrigações, mas pense se realmente aquele horário da novela não pode ser trocado pela academia. Ou se você faz um happy hour duas vezes por semana, encare a academia como um substituto dessa saída e passe a curtir esse momento também. Enfim, cada um pode pensar naquilo que é possível alterar na sua rotina, porque afinal de contas estamos falando de mudanças de hábito, então não há outro caminho.

3 – Frequência
A única maneira de mudar um hábito é manter a frequência, não tem outro caminho. Se você começou a nadar, por exemplo, aquele horário tem de ser algo quase religioso e ser encarado como um compromisso inadiável. Você só vai conseguir os resultados esperados se encarar a atividade desta maneira, e a frequência é essencial para o novo hábito ser criado.

Levamos de 26 a 35 dias para adquirir um novo hábito, isso em relação a qualquer coisa. Depois deste período, não adianta fazer três semanas tudo certinho e depois dar uma relaxada, porque o novo hábito pode ir embora num tempo bem mais curto do que você levou para criá-lo. Em apenas 10 dias você perde esse novo hábito. Por isso é importante manter isso no seu planejamento e rotina de vida: não importa o que aconteça, tem de fazer a atividade.

4 – Relacionamento
Intensificar o contato e o relacionamento com as pessoas na academia ajuda, e muito, a manter você estimulado a continuar praticando a atividade. Se você for novo naquele ambiente, observe como as coisas são organizadas, o que acontece e vá se integrando aos poucos. É interessante entender estas dinâmicas para aproveitar ao máximo o seu tempo ali, porque encarar somente como obrigação de concluir determinado número de séries e correr para a casa, nem sempre é saudável.

Quanto mais rápido se adaptar ao ambiente, melhor, porque isso vai estimular você a continuar praticando. Chegue cinco minutos antes e bata um papo com o pessoal da academia. Isso dará um prazer também, porque é uma coisa mais sociável. Se a pessoa não gosta do ambiente, por mais que goste da atividade, vai acabar ficando desmotivada. A interação social facilita tudo nestes casos e dará mais prazer e resultados.

Se envolver em atividades extras da academia é importante também, porque terá contato com as pessoas em um horário diferente daquele que está acostumado. Qualquer evento ou competição, mesmo que você não vá participar diretamente, é interessante ir, ver o que está acontecendo e conversar e interagir.

5 – Feedback para o professor
Conversar constantemente com o professor é parte fundamental do processo. Mas é preciso que esse relacionamento seja baseado na verdade, no sentido de que se você não está gostando de alguma coisa tem de falar, não pode esconder nem aliviar, porque ele está na academia para ajudar você a conquistar os objetivos traçados.

É importante falar, mas também saber ouvir, porque nem sempre você vai escutar aquilo que quer. Se o objetivo está bem traçado, o professor tem a obrigação de fazer tudo para ajudar o aluno nesse processo. Claro que muitos exercícios são chatos e nem todo mundo gosta, mas se for essencial dentro daquele contexto, é preciso que o aluno veja isso e saiba os motivos pelos quais o professor está passando aquela série.

Moral da história: tire a bunda do sofá e venha mudar de hábitos na academia.

18/09   Nova turma do Hipertrofia

Se você estava esperando uma nova turma do programa Hipertrofia, seus problemas acabaram!

No próximo dia 29, às 19h30, na unidade do Mogilar, vai rolar a primeira reunião de um novo grupo que dará início ao super treino.

Para os homens que querem ficar com o shape trincando para o verão a hora é agora.

As inscrições podem ser feitas no formulário abaixo:

Hipertrofia
Para quem não sabe, o programa foi desenvolvido pelo professor Marcos Pudo, mestre em Fisiologia do Exercício pela Unifesp. Ele tem a duração de 12 meses aliando musculação, orientação nutricional, suplementação e outras variáveis do treinamento para quem quer ganhar massa muscular com resultados significativos.

17/09   Agenda de provas de natação até o final do ano

alt

Se tem uma coisa que o pessoal da natação da Trainer gosta é participar de provas, desde as rápidas, como o Torneio Primavera de Natação, ou as travessias, como a Fuga das Ilhas, por exemplo. Sempre que vai rolar algum evento, a galera começa a treinar mais forte e combinar formas de ir todo mundo junto para curtir o dia e a prova.

Até o final do ano, essa turma está com a agenda cheia, porque não faltam provas para participar. Uma das mais esperadas é a Fuga das Ilhas, que acontecerá no dia 13 de dezembro, na Barra do Sahy. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas aqui. São 1,5 mil metros de travessia e qualquer pessoa pode participar. O bacana é já conversar com o seu professor e ir se preparando aos poucos, para chegar em dezembro pronto para encarar o desafio.

Outra travessia que anima a galera está mais próxima: vai rolar no dia 27 deste mês. É a 3ª Etapa do Circuito Travessias TH5. As inscrições podem ser feita até o próximo dia 21, e a prova tem três opções de distâncias: 800 metros, 1,2 metros e 2,4 mil metros. O local é a praia de Indaiá, em Bertioga. Para mais informações clique aqui.

Mais para o final do ano, no dia 8 de novembro, tem uma prova que exige um pouco mais de condicionamento: são 3,8 mil metros para completar a travessia entre São Sebastião e Ilhabela. As inscrições já estão abertas e quem quiser participar tem de intensificar os treinos, porque o percurso é bem longo. Informações aqui.

Já o circuito Maratonas Aquáticas terá mais três provas até o final do ano. A mais próxima é em São Sebastião, no dia 18 de outubro, com três opções de distâncias: 1 mil metros, 2 mil metros e 4 mil metros. Visite o site da organizadora clicando aqui.

Se você nunca participou de nenhuma prova e está querendo encarar este desafio, converse com o seu professor e comece a treinar forte. A Trainer oferece todo suporte necessário para os alunos conquistarem ainda mais resultados.

16/09   FPM abre inscrições para nova turma

As mulheres que estavam ansiosas por uma nova turma do programa Forte, Porém Mulher (FPM) podem relaxar: vai ter início mais uma turma neste mês.

A reunião para quem está interessada será no próximo dia 22, às 19h30, na unidade do Mogilar. Podem participar as alunas das duas unidades da Trainer, ok?

Para fazer a inscrição, basta preencher o formulário abaixo:

Esperamos vocês!!!

15/09   Dicas para se dar bem no campeonato de supino

alt

Demorou, mas chegou: é nesta quarta-feira, dia 16, mais conhecida como amanhã, que vai rolar o II Campeonato de Supino da Trainer, na unidade do Mogilar, a partir das 19 horas.

Para quem já treinou o suficiente, temos dicas importantes para todo mundo chegar pronto para superar os limites e conseguir levantar o maior peso possível.

O professor de musculação da Trainer Daladiê Rocci Bernandes comentou que, em relação à alimentação, o que vai ajudar os participantes é o consumo de carboidratos simples e complexos.

“No caso dos complexos, cuja absorção pelo organismo é mais lenta, deve-se ingerí-lo com uma hora e meia de antecedência da prova. Considerando os mais simples, de rápida absorção, daí entre 20 e 30 minutos de antecedência são o suficiente. E importante: de preferência para carboidratos em estado líquido ou pastoso”, explica o professor.

Além da alimentação, a dica é descansar no dia prova. “Como exige muito, a orientação é descansar para guardar as energias para a hora H”, comenta Daladiê.

Tudo pronto então? Queremos ver todo mundo pegando pesado, ok?

14/09   Coluna No Pain No Gain estreia versão 2.0

alt

Os números impressionam: foram mais de 70 colunas em pouco mais de um ano e meio, com pelo menos 30 assuntos diferentes, sempre divididos em duas partes. Sim, estamos falando do No Pain No Gain, coluna assinada pelo Marcos Pudo, proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício. E hoje a coluna começa uma nova fase, a No Pain No Gain 2.0.

“Quem acompanha a Trainer sabe que não ficamos parados. Sempre estamos em busca de novidades, seja em equipamentos, técnicas ou modalidades para oferecer o máximo aos nossos alunos. E aqui no blog não poderia ser diferente, por isso, pensamos em repaginar um pouco a ideia da coluna e lançar a versão 2.0”, comenta Marcos.

A No Pain continua sendo publicada todas às segundas-feiras, mas a diferença é que vamos tratar de um assunto diferente a cada semana, sempre com cinco dicas úteis e rápidas sobre aquele tema. A ideia é mostrar que pequenas atitudes podem fazer uma grande diferença na vida de todos, e que isso está ao alcance de qualquer um.

“É engraçado perceber como passou rápido e como conseguimos produzir tanto material interessante. Nem eu sabia que conseguiria falar sobre essa variedade tão grande de assuntos e me surpreende o resultado que conquistamos. As pessoas sempre comentam sobre a coluna e fico muito feliz de poder compartilhar este conhecimento com os nossos leitores”, diz Marcos.

Quer saber qual é o assunto da No Pain No Gain da próxima segunda? É só ficar ligado aqui no blog!!!

11/09   Trainer oferece aula aberta de jazz para adultos

alt

A Trainer não para! Assim como aqueles que querem ter mais resultados não conseguem ficar parados, a nossa academia segue sempre buscando novidades para oferecer aos alunos. Seja em modalidades, equipamentos, serviços, entre outras coisas, a Trainer tem essa busca por inovação em seu DNA e lança mais uma grande novidade: aulas de jazz para adultos!

Para marcar o lançamento, haverá uma aula aberta para todo mundo na próxima segunda-feira, dia 14, às 19h30, na unidade do Mogilar (Rua Delphino Alves Gregório, 755). Esta primeira aula será totalmente gratuita.

No dia, além de a professora Veronika Koba falar um pouco sobre os benefícios da prática para adultos, serão divulgados os detalhes das aulas, como horários e valores.

Aproveite e venha conhecer a nossa academia!

10/09   Trainer lança Muay Thai Kids

alt

A Trainer está com uma super novidade: Muay Thai Kids. É isso aí, agora as crianças entre 7 e 13 anos também podem aprender esta arte marcial. As aulas, por enquanto, são apenas na unidade do Alto do Ipiranga, de segunda e quarta-feira das 10h30 às 11h30, e de segunda das 18 às 19 horas, e quarta das 17 às 18 horas.

O professor Rogério Mariano comentou que a modalidade é benéfica para crianças nesta idade porque ensina disciplina e respeito. “São duas coisas muito importantes para todos, além de estimular o relacionamento pessoal, o companheirismo, a responsabilidade e o respeito ao próximo”.

O muay thai também melhora o condicionamento físico, a coordenação motora e os reflexos. Rogério explica que os praticantes acabam trabalhando bastante a paciência, sobretudo pelo fato de ser uma arte marcial. “O autocontrole e a disciplina são fundamentais para a prática, por isso não é um problema as crianças começarem desde cedo, porque acaba ajudando na socialização de uma maneira geral”.

Outro ponto muito bacana da atividade é o fortalecimento do sistema imunológico.

Traga seu filho ou filha para fazer uma aula experimental com a gente!

09/09   Última semana de treino para campeonato de supino

alt

Daqui a exatamente uma semana o clima vai pesar na Trainer. No dia 16, próxima quarta-feira, vai rolar o II Campeonato de Supino, na unidade do Mogilar. A galera que gosta de treinar pesado terá a chance de mostrar que aguenta o peso e tentará superar os próprios limites.

“O pessoal que vai participar tem esta última semana para focar nos treinos de força, porque ainda dá tempo de melhorar a performance. Para isso, basta procurar um professor e bater um papo sobre isso. Explique qual é a maior dificuldade e os principais pontos a melhorar”, comentou o coordenador e professor de musculação da Trainer, Harold Eggert Jr.

A competição é aberta para alunos das duas unidades da Trainer, que podem fazer a inscrição com o próprio Harold.

As categorias serão divididas em absoluto masculino e feminino.

A dinâmica do campeonato será a seguinte: cada participante terá uma única execução, na qual precisa levantar o máximo de peso que conseguir. Cada atleta vai enfrentar um oponente da mesma categoria e a classificação será de acordo com o peso corporal.

Os melhores ganharão suplementos alimentares e prêmios especiais.

Participe!

08/09   Natação sem medo: é hora de aprender a nadar

alt

Frequentemente recebemos mensagens de pessoas que querem aprender a nadar, mas têm medo de enfrentar a água. Em muitos casos, elas comentam sobre a idade: estariam muito velhas para começar. É claro que isso está errado, já que não há idade limite para aprender, basta ter força de vontade.

Na Trainer, sempre que um aluno adulto começa com o objetivo de perder o medo da piscina e aprender a nadar, é feita uma adaptação inicial para que ele sinta-se mais confortável com a água e a situação, que para ele é nova.

Uma parte importante na metodologia aplicada nestes casos é o professor conversar com o aluno para descobrir qual é o principal medo, ou os motivos pelos quais ele tem aquele receio.

“Nossos professores são capacitados para auxiliar quem tem de medo de água, porque sabemos que isso é algo muito sério para algumas pessoas. Às vezes é fruto de um trauma na infância ou mesmo um bloqueio em relação à piscina, por isso é fundamental esta fase de adaptação inicial para que a pessoa comece a ganhar confiança aos poucos”, comenta o coordenador de natação da Trainer, Marcelo Cursino.

As aulas para quem nunca nadou são direcionadas para amenizar o medo do contato com a água, por isso, o professor entra com o aluno na piscina e fica com ele o tempo inteiro dando orientações e suporte para que ele fique o mais à vontade possível, acostumando-se ao novo ambiente.

“Sabemos que quem tem muito medo é complicado e justamente por isso mantemos o professor do lado o tempo inteiro, dando confiança e todo o suporte necessário para que o aluno vá entendendo e vencendo o medo da água. Incentivamos os alunos a sempre serem otimistas e manterem o pensamento positivo, que vai ajudar muito no aprendizado”, explica Marcelo.

Quer aprender a nadar? Não importa a sua idade, venha à unidade do Mogilar e faça uma aula experimental com a gente.

04/09   Comece o seu projeto verão agora!

O famoso ditado “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje” é perfeito para quem quer chegar ao verão com o corpo em dia. O tão falado “projeto verão” tem hora para começar, senão ele é ineficiente e você vai chegar à estação mais quente do ano sem ter conquistado os objetivos que planejou.

O proprietário da Trainer e mestre em fisiologia do exercício, Marcos Pudo, falou com o pessoal do programa Circulação sobre este assunto. Dê o play no vídeo abaixo e comece o seu projeto verão agora!

03/09   Aluno da Trainer completa mais um Ironman

alt

Existem provas e competições que muita gente fica cansada apenas de ler sobre os números envolvidos. No caso do Ironman é mais ou menos assim: 1,9 mil metros de natação, 90,1 quilômetros de ciclismo e mais 21,2 quilômetros de corrida. Ufa, não é mesmo?! Mas na Trainer tem um aluno que encara esse desafio sempre que pode e, o mais importante, consegue completar esta prova super exigente.

Ele é o Edmar Alves Martins, que já treina conosco há um bom tempo. Inclusive, já mostramos o caso dele, que depois de um problema de saúde virou um super atleta. (clique aqui para ver)

No último final de semana, Edmar participou do Ironman Itaipu, em Foz do Iguaçu. Além de ter completado as três modalidades, ele ficou em sexto lugar em sua categoria, com um tempo total de 6 horas e 17 minutos.

“Foi uma prova muito difícil nas três modalidades. Na natação, por exemplo, a represa estava com muitas ondas, o que é bem complicado. No percurso de ciclismo haviam muitas subidas fortes, sem contar o vento, que também atrapalha bastante. E na corrida, além do vento que ficou ainda mais forte, o calor estava praticamente insuportável. Considerando tudo isso, completar a prova já é uma grande vitória”, comenta Edmar.

Nós da Trainer ficamos super contentes quando nossos alunos conquistam resultados tão importantes. Parabéns Edmar!!!

02/09   Saiba como ganhar peso com saúde

alt

Assim como falamos na coluna No Pain, No Gain, emagrecer é diferente de perder peso (clique aqui para ler). Mas tem muita gente em uma situação inversa: ganhar peso com saúde. Pessoas magras podem ter alguma doença que não sabem ou simplesmente um metabolismo bem mais rápido, por isso, elas pecam comendo de tudo sem atenção aos valores nutricionais. Isso é um péssimo hábito.

Baseado em uma pessoa de 50 quilos com um 1,60 de altura, conversamos com o professor de musculação Dennis Mendes, que indica quais são as melhores opções para ficar em dia com o corpo e sem carência alimentares.

“Antes de tudo é preciso analisar o percentual de gordura. É legal fazer o IMC (Índice de Massa Corpórea) para saber o quanto a pessoa precisa para estar em dia e bater a meta. A partir desses resultados, o professor pode trabalhar a melhor forma”, explica o professor

“Na Trainer, temos o protocolo de Polock sete dobras, para saber o percentual de gordura de cada aluno. Para quem está abaixo do peso é preciso fazer um treino para ganhar massa muscular, uma hipertrofia leve. Pode trabalhar com um volume menor de exercício, mas aumentando a força e intensidade gradativamente. A alimentação neste caso é um fator importante, mas se ela não está dando resultados, aí sim entra o suplemento, mas sempre com a orientação de algum profissional”, comenta Dennis.

A indicação deve ser feita sempre por um nutricionista ou profissional da área, pois só assim ele indicará a quantidade de proteínas e carboidratos necessários.

Os treinos mais indicados para estas pessoas são os de hipertrofia metabólica e fíbias do tipo dois A e dois B, ajustando a intensidade, mudando o ciclo de treinamento, boa ingestão de água para estruturar os músculos e trabalhar o ano todo para o corpo responder bem.

Ficou com mais alguma dúvida? Então venha até uma de nossas unidades, converse com os professores e conheça os nossos programas para ganho de massa muscular.